sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Sem Perdão--Frederick Forsyth

"Mark Sanderson gostava de mulheres.Da mesma forma como gostava dos steaks do gado de corte Aberdeen Angus,sempre ao ponto,acompanhados por uma salada de alface.Consumia a ambos com igual prazer,se bem que passageiro.(..)Podia se dar a esse luxo,pois era várias vezes milionário."

"Como a maioria dos homens ricos e bem sucedidos,Mark tinha três vidas:a vida pública e profissional,como o magnata que conquistara a City,o centro financeiro de Londres;a vida particular,que não é necessáriamente o que nisso está implícito,pois alguns homens levam a vida particular sob os refletores da publicidade;e a vida secreta."

Para conseguir a mulher que deseja,Sanderson vai às últimas consequências.

Esse livro é composto de dez contos ,que mostram um novo formato da obra de Forsyth e onde pontificam chantagens,suspense e homicídios.
O conto principal é o que dá nome ao livro,um thriller interessante e que segura o leitor da primeira à última palavra.
O autor é um excelente contador de histórias,bem elaboradas,e geralmente contendo boas doses de suspense e aventura.

Bom livro.Recomendo.
Editora Record--242 páginas
Copy 1972

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Observações do cotidiano

Por que será que,frequentemente,para algumas pessoas,ao permitirem aflorar um lado mais obscuro da personalidade,ele tende a se tornar prazeroso?
E essas pessoas,velhacas e insensíveis?

Como defenderem-se,amigos e familiares,de tais comportamentos?

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Relacionamento e separação

Depois de um bom tempo de união conjugal-devidamente abençoada,o que imaginei me desse alguma garantia-devo ter enchido muito o saco da minha parceira e fui injustamente,ao meu ver, escorraçado.

Evidentemente fiz o que todo homem faz imediatamente-apelei para o banco de reservas-mas passados alguns dias de ParPerfeito,Match,etc estou quase em pânico.
Quase,pois sendo as opções cerca de 2% aproveitáveis,a esperança permanece,embora histórias interessantes já tenham ocorrido.

Como a dama, que se apresentou como evangélica(nada contra,por favor)mas se pôs a falar em Deus,Igreja,etc,de tal forma que,como a foto não ajudasse,tive que dizer que gostaria muito,mas sendo pai-de-santo umbandista,talvez o pastor não aprovasse.
O que deve ter ocorrido,pois a distinta desapareceu.

Enfim cá estou,tentando um "reshuflle."

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Oniomania ;um perigo ao seu lado


Oniomania

"Quando a compulsão por comprar se apresenta de forma severa,ela se torna uma doença psicológica chamada Oniomania....Entre seus comportamentos mais comuns,estão esconder as compras da família e do parceiro,mentir sobre a quantidade verdadeira de gastos,gastar em respostas a sentimentos negativos como depressão ou tédio....
Quando são impedidos de comprar,apresentam angústia,irritabilidade e frustração(....)
As compras compulsivas levam a "depressão e graves problemas nas relações amorosas."

"Compras compulsivas podem ser encontradas com frequência na fase maníaca do transtorno bipolar do humor."

É difícil notar esse transtorno,o que só costuma ocorrer quando ocorrem problemas familiares,nos relacionamentos ou financeiros,muitas vezes trazidos por familiares ou cônjuge.

Uma das formas de tratamento,é a nomeação de um conselheiro financeiro,acompanhamento,tratamento com medicamentos anti-depressivos e estabilizadores do humor,além de grupos de ajuda.

Quanto antes essas providências,melhor.

Leia mais aqui .

Comportamento

Pensamentos ardilosos;como enfrentar a loucura!

Eureka!

sábado, 29 de julho de 2017

Bipolaridade.Cuidado!

Como identificar uma pessoa bipolar.Leia aqui .
Mas lembre-se que só um bom psiquiatra, gabaritado, pode certificar-se.E há outras características,que podem agravar ou confundir inúmeras características.

Pessoas dissimuladas,por exemplo.

Frases

"Haverá sentimentos mais doces que o ódio e a vingança?"--Anônimo

terça-feira, 25 de julho de 2017

Separação--Frases

Homem e Mulher-1ºcasamento

Nós buscamos;bonita,gostosa,sexy

Homem e Mulher-2ºcasamento

Nós buscamos;boa cozinheira,dedicada na faxina,noções de enfermagem.

Ô mundo cruel.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Frases

"Na separação,fiquei com a melhor parte;eu."
       
Tati Bernardi

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Semana passada perdemos Willian Lee,um excepcional músico.Lee se considerava um artista de rua,embora fosse presença constante em estúdios.
Eu o vi várias vezes aqui na Av Paulista,entre o Center 3 e o Masp.
Uma enorme perda.
R.I.P.

sábado, 10 de junho de 2017

O Conde Ciano-Sombra de Mussolini--Ray Moseley

Prólogo
"Em 8 de janeiro de 1944,sábado,uma camponesa e dois senhores registram-se no pequeno Hotel Madonnina,em Viggiu,Itália,uma cidadezinha situada entre o Lago de Commo,o Lago de Lugano e o sopé dos Alpes.A mulher,que parece em adiantado estado de gravidez,se apresenta com o nome falso de Emilie Santos,informando residir em Roma.Os homens também se apresentam sob nomes falsos:uma guerra está em curso,e eles são pessoas procuradas,não podem correr o menos risco.Mas a mulher não consegue esconder a aparência desfigurada,a fadiga e a preocupação.Em colapso nervoso,mal consegue andar."

O autor inicia o livro relatando a fuga de Edda Mussolini Ciano,filha do Duce,sua primogênita e predileta,esposa do personagem desse livro,o qual foi preso e está sendo julgado por um tribunal fascista.


A história aqui contada,narra o namoro e casamento de Ciano e Edda,sua ascensão no governo do sogro,sendo seu homem de confiança e confidente,a guerra,sua atividade diplomática (esteve na Argentina e China,entre outros postos)seu apoio à invasão da Grécia e Etiópia,sua oposição ao alinhamento com Hitler,até o fim trágico. 

Um homem apontado como frívolo e corrupto,mas perspicaz o suficiente para se opor à guerra européia,entendendo que a Alemanha seria derrotada.

"Depois da invasão da Polônia pelos alemães,as relações de Ciano com Mussolini começaram a se deteriorar,e não mais se recomporiam.Nos meses seguintes Mussolini continuou vivendo uma crise de indecisão e já não seria capaz de romper com os alemães,como Ciano queria."


Summer welles,subsecretário de Estado de Roosevelt relatou um encontro com Ciano onde diz que este "não fez qualquer esforço para esconder o quanto detesta Ribbentrop" e que Ciano demonstrou um "subliminar antagonismo a Hitler."


No prefácio do livro "Diários do Conde Ciano",publicado após a guerra,Welles revela que Ciano,"de todos os homens de mais alto nível dos governos do Eixo,foi o único a demonstrar para mim,sem subterfúgios ou hesitações,o quanto se opunha à guerra..."

No final,traiu Musolini ao apoiar sua deposição,e depois foi morto por fascistas,com autorização do sogro.
Uma vida trágica.

Excelente livro,onde o autor disseca a vida de Ciano,tanto no plano pessoal como político.Sua melhor biografia.


Editora Globo--378 páginas
Copy 1999

O autor foi o principal correspondente do Chicago Tribune na Europa.


quarta-feira, 17 de maio de 2017

Oração-São Tomás de Aquino-Que eu chegue a Ti,Senhor-(parcial)

Dá-me, Senhor Deus,
um coração vigilante,
que nenhum pensamento curioso
arraste para longe de Ti;
um coração nobre que nenhuma afeição indigna debilite;
um coração recto que nenhuma intenção equívoca desvie;
um coração firme, que nenhuma adversidade abale;
um coração livre, que nenhuma paixão subjugue.
Concede-me, Senhor meu Deus,
uma inteligência que Te conheça,
uma vontade que Te busque,
uma sabedoria que Te encontre,
uma vida que te agrade,
uma perseverança que Te espere com confiança
e uma confiança que Te possua, enfim.
Amén

sábado, 18 de março de 2017

O Recurso-John Grisham

"O júri estava pronto.
Depois de quarenta e duas horas de deliberações,que vieram após setenta e um dias de julgamento,que incluíram 530 horas de depoimentos de quatro dúzias de testemunhas,e depois de uma eternidade sentados em silêncio enquanto os advogados discutiram,o juiz os instruía e os espectadores assistiam como falcões atrás de qualquer sinal de novidade,o júri estava pronto."

Em síntese,a história já começa com o juri voltando com o resultado da sentença após um longo julgamento,típicamente americano. 

A ré é a Krane Chemical Corporation, uma grande empresa química, considerada culpada por jogar substâncias tóxicas na água de Bowmore, uma pequena cidade em Cary County, no Mississipi. 

"Na ponta do balcão estavam os jornais da manhã.A manchete do da primeira página do Hattiesburg American era:Krane Chemical condenada a pagar 41 milhões.Havia uma foto grande ,esplêndida,dele e de Mary Grace saindo do tribunal,cansados,mas felizes.E uma foto menor de Jeannette Baker,ainda chorando."
"Para um povo que sofria há tanto tempo,a vitória era doce.Finalmente tinham vencido.Alguma coisa.Tinham revidado à Krane,uma empresa que odiavam com cada célula de seus corpos,e finalmente tinham dado um golpe retaliativo."

A batalha apenas começava,e eles não sabiam.Condenada,a Krane,poderosa,vai recorrer à Suprema Corte do Mississipi, que pode confirmar ou não a sentença.Ou aumentá-la.

Começa então o corpo da trama,ou seja,a apelação em torno do caso do"suposto envenenamento" pela contaminação da água pelos resíduos da empresa e a continuidade da luta pela sua condenação ,bem como uma enorme indenização.
Grisham faz uma crítica ao sistema jurídico americano,relatando a eterna luta entre "o bem e o mal","os fortes e os fracos" numa trama interessante, sem cair no lugar comum e bem ao seu estilo,explorando os possíveis pontos frágeis do sistema,aliás o que fazem os advogados desde que existem.
Tentativas de fraude,de interferência na justiça e manipulação de pessoas,tudo isso é familiar a todos em todo o mundo,como a tentativa de nomear juízes favoráveis nos tribunais.

Familiar,não?

É interessante conhecermos o funcionamento do judiciário americano,bem diferente do brasileiro.
Grisham deixa um pouco a desejar na construção dos personagens,mas certamente não é esse o objetivo em um best-seller, para um escritor com mais de 280 milhões de livros vendidos.

Editora Rocco--380 páginas
Copy 2008

sábado, 18 de fevereiro de 2017

A Vida Secreta da Guerra--Peter Beaumont

"Conhece o haji?",perguntou o sargento Garth Sizemore,virando-se para mim.Esse é o nome pejorativo que os soldados americanos usam para referir-se aos iraquianos,convertendo em palavra derrogatória o termo respeitoso que qualifica aqueles que já fizeram a peregrinação a Meca.Não gosto do significado dado a esse nome por parte dos soldados americanos,mas não digo nada."

Passando pelo Iraque,Afeganistão,Balcãs e Palestina,o autor,com mais de 20 anos cobrindo conflitos pelo mundo busca focar nas pessoas presentes nas cenas descritas,e também faz uma espécie de autoanálise,bem como a de outros repórteres que com ele conviveram.

"Melissa está cansada e nervosa,com os olhos vermelhos.Ela me diz que na vida civil trabalhava em um programa contra a aids.Agora está como soldado no Iraque e acaba de voltar de umas férias na Grécia com o noivo,também soldado e servindo no Iraque.Eles se separaram."Ele mudou",diz ela."As férias fizeram bem para a autoconfiança dele,mas já não é a pessoa que eu conheci.(..)Depois da guerra quero fazer algo que seja bem diferente.Algo para mim mesma." (...)
"Quando saí do Iraque" escreve Beaumont,"escutei amigos que diziam que eu tinha mudado muito".

Descreve desde a excitação da juventude ao horror após anos de batalhas cruéis que lhe causam sintomas de stress pós traumático,bem como a inúmeros outros jornalistas.
A guerra fragmentada da atualidade,onde nações foram se dividindo até o ponto onde pequenos grupos se digladiam-há uma semelhança com os Senhores da Guerra da Idade Média-torna difícil o entendimento,ou o "quem é quem",que os jornalistas tanto buscam para interpretação e narração dos fatos.

Aqui o autor cita com exatidão como são essas guerras;
"O jovem sorri tímidamente para nós ,que ficamos parados na estrada,e diz:
-Eu era do Taleban até a semana passada.Agora não sou mais.
Vejo com espanto que a retirada dos talebans,que eu tenho acompanhado pelos boletins do serviço internacional da BBC,não é tão literal quanto eu supunha.A situação,na verdade,é ambígua.O risco não está em encontrar um bando de gente fugindo,mas sim em que milhares de pessoas na cidade simplesmente mudaram de lado."
É a pura realidade.

Beaumont foca em personagens, tentando entendê-los no âmbito do conflito-pessoas-famílias-tribos-,frequentemente como na Palestina em subconflitos de séculos,pouco ou nada tendo a ver com as guerras atuais.

Livro super elogiado,mas talvez um tantinho superficial.Reconheço que teria então que mergulhar em aspectos históricos,o que não é o objetivo do autor.Se considerarmos como um livro muito pessoal,essa observação deixa de fazer sentido.

Copy 2009--Ed.Cia das Letras
285 páginas
O autor é editor no Observer,Londres.

"Magnífico-esse livro deve ser leitura obrigatória"--Tribune
"O livro de Beaumont está em um plano diferente dos outros,e durará mais que muitos deles."--Sunday Times


sábado, 7 de janeiro de 2017

Brasil--Errol Lincoln Uys

Prólogo-Os Tupiniquins

"Maio de 1491
O rapaz estava sentado à beira do rio que demarcava os limites das terras de seu povo.as águas rasas serpenteavam pelos campos de sua tribo,seu caminho era interrompido aqui e ali por troncos de árvores caídas,até se perderem em uma ilha coberta de vegetação.
Era Aruanã,filho de Pojucã ,e tinha estatura mais desenvolvida do que a maioria dos rapazes de sua idade.Sua mãe,Obapira,havia contado as primeiras quatro ou cinco estações,após seu nascimento,mas não continuara.Para ele,a próxima idade realmente importante era a da puberdade."

O autor busca um "tour de force",ao tentar contar a História desse país continente,descendo a inúmeros detalhes em forma de um "romance histórico" desde a era pré-descobrimento,e daí avança,em grande parte,pela saga e rivalidade de duas famílias;os Cavalcanti e os Silva.

Entram no texto personagens reais como o Rei Afonso I,do Congo;Tomé de Souza;Mem de Sá;Ganga Zumba(antecessor de Zumbi dos Palmares);Marquês de Pombal até JK e Herbert de Souza,por incrível que possa parecer.
Também contempla as tribos e costumes indígenas,a escravidão,Guerra do Paraguai,Inconfidência Mineira e Brasília.

"A  Holanda ainda buscava uma maneira de assumir o controle do Brasil e dos mais de 300 engenhos de açúcar que já operavam desde Pernambuco até o sul.
...............................................................................................................
A força paulista a que os pais de Amador e Ismael haviam-se unido,consistia de sessenta e nove portugueses e espanhóis,novecentos mamelucos e o resto de índios de tribos pacificadas,alguns livres,outros escravizados,mas todos felizes por seus conquistadores e proprietários os terem empregadocomo homens de guerra em vez de rebaixá-los às tarefas femininas,como,por exemplo,cavoucar os campos.Este exército de três mil homens,que atravessara florestas e pântanos,altas montanhas e profundos vales,seguia em direção ao sudoeste de São Paulo,sob as bandeiras de seda da expedição e as flâmulas coloridas de seus próprios comandantes."

"No total,duas mil e trezentas pessoas viviam na cidade e vizinhança(obs-SP).A maioria era de mamelucos e nativos,e todos sentiam o isolamento gerado pelos penhascos cobertos de neblina da serra do Mar,que precisavam descer para alcançar a costa.(..)A imensidão da selva acenava com um chamado de cobiça e aventura,e como já vinham fazendo há duas gerações,os paulistas estavam prontos para atender ao chamado,fosse atravessando um rio ainda não explorado ou,como acontecia nesta ocasião,aprofundando-se no território do Paraguai."

Fatores políticos,como as relações entre Portugal,Espanha e Holanda são apresentados,bem como as questões das bandeiras paulistas,as disputas religiosas;jesuítas,beneditinos e franciscanos e o entrelaçamento entre tudo isso são descritos de uma maneira atraente e minuciosa,raras para esse tipo de obra.
O primeiro volume,685 páginas,termina em 1681,para termos uma idéia da ambição do autor.Neste predominam os fatos históricos,sendo que os personagens servem como elos de ligação entre os eventos.

Não é um livro onde a História serve como pano de fundo para narrativas imaginosas.Ao contrário,o ponto forte são as análises factuais,e inclusive suas correlações econômicas.

"Portugal devia uma fortuna de mercadorias vendidas pelos ingleses e,em pagamento de seus débitos, enviava metade da produção legalmente despachada de ouro e diamantes de Minas e outras áreas de mineração para Londres
-O ouro e os diamantes do Brasil estão financiando as fábricas da Inglaterra...os tecidos que compramos lá ,suas novas obras públicas,os canais,as estradas-acrescentou Carvalho e Melo-Nosso tesouro está auxiliando o lançamento dos navios da Cia das Índias Ocidentais que zarpam para construir um império para a Inglaterra.Com o ouro do Brasil,Londres tirou a coroa do comércio de Amsterdam."
...............................................................................................................
"Sem as riquezas do Brasil e do Maranhão para pagar suas dívidas,Portugal entraria em colapso em seis meses-disse Carvalho e Melo."

"Por dezoito vezes,tropas enviadas de Recife marcharam contra Palmares,como os portugueses chamavam a fortaleza dos fugitivos,mas foi sómente em 1694 que eles conseguiram chegar à principal aldeia,Shoko,e sua aldeia irmã,'Ngola Jango.
-Eles enviaram um carniceiro ,Domingos Jorge Velho,com seus paulistas e centenas de carijós.As tropas chegaram com duzentos mosquetões e seis canhões.Mesmo assim foram necessários vinte e dois dias para derrotar nossos defensores-disse o pai de Pedro Preto."
Intrigas e divisões internas facilitaram a conquista,mas um fato semelhante ao sacrifício dos judeus em Massada ocorreu.

"Quando Domingos Jorge Velho atacou Shoko,e a resistência tornou-se inútil,cento e cinquenta homens do regimento real fugiram para a colina sagrada.Subiram ao Local das Pedras,onde os ossos de Ganga Zumba estavam enterrados.Um a um,eles se atiraram no abismo."

Uys fez um enorme esforço para escrever essa obra-chegou a vender sua casa-que o lançou como um escritor de porte no cenário internacional.È uma pena que não tenha sido um brasileiro a escrevê-lo.
Para Uys foram 5 anos de trabalho.

Atualmente,escritores/historiadores como Eduardo Bueno e Mary del Priore,que cito porque são meus prediletos,principalmente ela,fazem sucesso e divulgam nossa história.Que venham outros.

Procurei mostrar um pouco da obra,mais por trechos a meu ver significativos que por análise pessoal,já que entendi ser a melhor maneira de dar ao leitor uma idéia do que encontrará entre as mais de mil páginas.

Editora Circulo do Livro-1254 páginas
Copy 1986

Uma leitura interessante e atraente,principalmente para jovens que geralmente não têm muita paciência para livros convencionais de História do Brasil.

L'Express--"Uma obra prima!"
Le Figaro--"Ninguém antes soube trazer à vida o Brasil e sua história"
Jornal do Brasil--Uys realizou o que nenhum autor brasileiro de José de Alencar a Jorge Amado foi capaz de fazer"-

Site do autor,com interessantes referências a esta e outras obras; http://erroluys.com/index.html


sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Netflix-Quantico

Moças e rapazes, escolhidos cuidadosamente ,em meio ao curso de preparação na Academia do FBI,ao mesmo tempo em que demonstram extraordinárias capacidades de investigação,preparo e coragem,emocionalmente se comportam como colegiais.
Uma boa história,prejudicada por melodramas paralelos que não combinam com o eixo principal da trama.

O roteiro conta uma história por trás de cada um dos principais membros do grupo;é inimaginável em um grupo escolhido exclusivamente por meritocracia, encontrarmos verdadeiras epopéias -fantasias-na vida de cada um.
Um velho estratagema de roteiristas,uns com mais,outros com menos sucesso.
Inverossímel,ao meu ver.
A trama principal é sólida,mas as paralelas não-são frágeis,e os atores,em sua maioria medianos.

Alguém haverá de perguntar;então é uma série horrível e que não merece ser vista?

Nem tanto.Há episódios bastante interessantes ,e a produção é bem cuidada.
É difícil comentar uma série sem "spoilers";por isso,as superficialidades do texto em relação ao roteiro.

Para quem busca o que fazer em um fim de semana ocioso,vale uma olhada,principalmente sabendo que a próxima temporada já está sendo anunciada.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

A Torre Negra--P.D.James


"Aquela deveria ser a última visita do médico,e Dalgliesh suspeitava que nenhum dos dois o lamentava,já que a arrogância e condescendência ,de um lado,e fraqueza ,gratidão e dependência do outro não são bases para um relacionamento adulto satisfatório,ainda que passageiro.Ele chegou no pequeno quarto de hospital de Dalgliesh precedido pela Irmã e ladeado por seus discípulos,já vestido para o elegante casamento ao qual deveria comparecer mais tarde naquela manhã.Ele poderia ser o noivo,a não ser pela rosa vermelha que ostentava em lugar do costumeiro cravo."

Pensando em abandonar a Scotland Yard,o detetive Adam Dalgliesh é internado, temeroso de uma doença grave-leucemia-mas um diagnóstico mais favorável o lpermite visitar um velho amigo,o padre Baddeley,em Dorset.
Lá chegando,toma conhecimento da morte súbita do amigo,seguida de outras mortes igualmente inesperadas,o que reacente a chama de competente detetive.
"Quando olhou para trás em seu primeiro fim-de semana em Dorset,Dalgliesh viu-o como uma série de figuras,tão diferentes das posteriores imagens de violência e morte que ele quase acreditava que sua vida no Cabo Toynton havia sido vivida em dois níveis e em diferentes espaços de tempo.Aquelas figuras iniciais e agradáveis,ao contrário das posteriores fotografias repugnantes de algum grosseiro filme de horror,eram cheias de luz,sensações e cheiro."

Não é o melhor da autora,mesmo tendo sido citado como um dos "100 Melhores Romances de Mistério" do século passado.É possívelmente "depressivo?"pela ambientação,com muitas mortes, talvez fugindo um pouco do estilo de P.D.,que é uma escritora notável.

Um bom livro,para ser lido com atenção e tempo.Para algumas pessoas,o final pode decepcionar.

Editora Francisco Alves--236 páginas
Copy 1975

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O Tigre--Willian Blake Tradução de Augusto de Campos


Tigre! Tigre! brilhando em brasas
Na noite fechada da mata,
Que mão imortal poderia
Forjar tua feroz simetria?
Em qual abismo ou céu remoto
Ardeu o fogo dos teus olhos?
Em que sopro ele ousou seu voo?
Que mão ousou moldar o fogo?
Em qual ombro, que artesão,
Fez as fibras do coração?
Quando deu seu primeiro pulso,
Que mão temível foi o impulso?
Com que corrente? Que martelo?
Que forno forjou o teu cérebro?
Que bigorna? Com que tenaz
Prendeu teus terrores letais?
Quando os astros lançaram raios,
E o céu alagaram de lágrimas,
Ele sorriu ao ver seu feito?
O que te fez, fez o Cordeiro?
Tigre! Tigre! brilhando em brasas
Na noite fechada da mata,
Que mão imortal poderia
Forjar tua feroz simetria.
Recomendo o artigo de Claudio Willer,em seu blog.Clique aqui .

segunda-feira, 18 de julho de 2016

O Aprendiz do Herege--Ellis Peters

"No 19º dia de junho,quando o iminente visitante chegou,o irmão Cadfael estava no jardim do abade,podando rosas mortas.Era uma tarefa que o abade Radulfus mantinha ciumentamente para si próprio,porque tinha orgulho de suas rosas e dava grande valor aos breves momentos que podia passar com elas,mas dali a mais três dias a casa estaria celebrando o aniversário do traslado de Santa Winifred para o santuário dela na igreja,e os preparativos para o influxo anual de peregrinos e benfeitores estavam ocupando todo o seu tempo e também mantendo ocupados todos os seus obedienciários."

O corpo de um peregrino é trazido à Abadia a fim de ser sepultado em solo sagrado.Uma antiga controvérsia surge sobre ele,e seu criado,Elave,luta para que o desejo seja cumprido.
Logo, um corpo é encontrado e uma suspeita de assassinato ronda o lugar.

"-Esse assunto deve ser tratado imediatamente-insistiu o cônego Gerbert,rígido de zelo.-A demora poderá apenas reduzir a memória das testemunhas e dar ao ofensor tempo de pensar em seus interesses e fugir do julgamento..Cabe ao senhor dirigir,senhor abade,mas eu lhe recomendaria que o fizesse logo,valentemente,enquanto o senhor tem todas essas pessoas do lado de dentro dos seus portões.Dispense seus noviços agora(...)E eu daria ordens aos porteiros para que não deixem o acusado atravessar os portões".

Heresia,dissidência religiosa,ambições,mistério e assassinato se misturam nesse interessante romance medieval,ambientado em um mosteiro no séc 12,onde o personagem principal é o Irmão Cadfael,criado pela autora e que surge em outras histórias também passadas nesse conturbado período da história inglesa,onde o Rei Stephen e a Rainha Maud lutavam pela coroa.

Livro interessante,considerado históricamente preciso e com uma boa trama.

A autora recebeu a Ordem do Império Britânico por sua obra, e o Prêmio Edgar Allan Poe em 1963.
Seu nome verdadeiro era Edith Pargeter.


Editora Record-Copy 1989
317 páginas

sábado, 2 de julho de 2016

As Seis Mulheres de Henrique VIII-Antonia Frasier

"Divorciada,decapitada,morreu...divorciada,decapitada,sobreviveu...":pode-se ouvir esse verso,relembrando a ordem das esposas de Henrique VIII,como um interminável e respeitoso sussurro nos lábios dos visitantes aos locais históricos a elas associados."
...............................................................................................................................................................
"Do mesmo modo,suas personalidades são retratadas popularmente como estereótipos femininos:a Mulher Traída,a Tentadora,a Bela esposa,a Irmã feia,a Malvada e finalmente,a Figura Materna."

Catarina de Aragão,Ana Bolena,Jane Seymour,Ana de Cleves,Catarina Howard e Catarina Parr,passaram à História por suas ligações com HenriqueVIII,um monarca controverso,perverso e instigante que ainda hoje desperta discussões entre estudiosos.Uma personalidade forte e dominadora.

A autora busca encontrar as verdadeiras personalidades de cada uma delas, por trás dos estereótipos acima citados,dentro de uma corte poderosa,e também traiçoeira.
Percebo uma certa empatia,quase inevitável, entre Frasier e as personagens.Viveram em uma época em que as mulheres não tinham direitos,e mesmo assim influenciaram,de maneiras diversas esse rei poderoso e imprevisível. 
Catarina de Aragão e Ana Bolena,as duas primeiras,e,creio eu as mais importantes e que mais influenciaram a História inglesa ,foram mulheres fortes e corajosas,muito à frente de seu tempo,vítimas da obsessão de Henrique por um herdeiro do sexo masculino.

Uma leitura agradável,que nos apresenta um dos períodos mais fascinantes da História.
Recomendo.

Edições BestBolso-2009
569 páginas

A autora recebeu diversos prêmios literários,entre eles o Wolfson de História.É uma respeitada historiadora inglesa.





domingo, 1 de maio de 2016

Exposição da talentosa Andréa Fachini

"As 49 obras da artista plástica Andréa Fachini transmitem a sensação de atravessamento,permeabilidade,interação,interdependência e contaminação entre as coisas materiais e imateriais,do mundo e do ser.Dessas tensões emerge uma pintura tátil que se expande em curvas e turbilhões."

No centro cultural da Justiça Federal.Av.Rio Branco,241,Centro,Rio.
Curadoria de Marisa Flórido César


quarta-feira, 6 de abril de 2016

O que será de nós?

Há muito tempo percebo um forte encaminhamento do país para um confronto.Os petistas,em sua maioria,fechada em si nada percebe.Ou finge.A oposição não existe.O Congresso,repartido em infinitos partidos está com pouquíssimas lideranças fortes,e variados grupelhos dispostos a qualquer coisa em troca de dinheiro ou cargos.

O que percebo há tempos transcende isso.É uma revolta que parte da classe média,aquela "maioria silenciosa" que quando resolve se manifestar contamina os demais extratos sociais.

Ouço muito e falo pouco.Observo.Converso básicamente em táxis e supermercados,em locais diversos porque tenho viajado bastante.A insatisfação em SP(capital) e depois interior iniciou-se primeiro.No Rio e Niterói,cidades com eleitores mais à esquerda chegaram recentemente a um nível semelhante.

As hipóteses;
1)Impeachment aprovado--manifestações,confrontos limitados.O sucesso do novo Presidente dependerá da capacidade de convencer a sociedade que medidas duras precisam ser tomadas para recuperar o país.

2)Dilma continua--país se encaminhando para conflagração social e política;crise aumentando com inflação em alta.Governo sem credibilidade e minoritário, tanto no Congresso como nas ruas, conseguirá governar?

A maioria das consultorias que analisam o quadro,tanto nos jornais como as que enviam análises pagas dão maior probabilidade à aprovação,mas isso é apenas um indicativo.
O que faço é preparar-me para o pior,que é o quadro que descrevi.Forte inflação,aumento do desemprego e confrontos.
Os discursos radicais dentro do próprio Palácio presidencial têm acirrado os ânimos dessa massa insatisfeita,enquanto incita seus seguidores,ou seja,são desastrosos.

Todos pagamos e pagaremos,mas a minoria perdedora pagará um preço maior.
Multidões enfurecidas não são nada agradáveis.


O Site Infomoney acaba de publicar um artigo sobre o mesmo tema.O link segue abaixo.

Cenário cada vez mais incerto: o que acontece se Dilma sobreviver ao impeachment? - InfoMoney 
Veja mais em: http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/4827651/cenario-cada-vez-mais-incerto-que-acontece-dilma-sobreviver-impeachment?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=twmercados


Não sou o único preocupado.Hoje,10/4,o cientista político Gaudêncio Torquato encerra seu ótimo artigo,no Blog do Noblat, com a frase abaixo;
Sem rumos e perspectivas, o país parece caminhar em direção ao precipício.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Lítio,a Tecnologia do Futuro

"A era do carro elétrico será um boom na busca por Lítio."--Revista Fortune

Nos meus tempos de engenheiro,participei,no início dos anos 80,dos testes do 1º carro elétrico brasileiro.Era um jipe Gurgel,e andávamos pelas marginais de Sampa medindo diversos parâmetros(nem me lembro quais)para subsidiar as pesquisas.
Em Rio Claro,sede da empresa,havia diversos postos para recarga das baterias.A pouca duração das cargas-se bem me lembro era coisa de 80km,não sei mais ao certo-era um enorme obstáculo,o maior diria eu.
Havia 2 bancos na frente(motorista e passageiro),e a parte traseira era quase inteiramente ocupada por um enorme e pesado conjunto de baterias,mal cabendo uma pessoa e equipamentos de teste.
Hoje,no séc 21,uma empresa americana,a Tesla Motors testa e se prepara para lançar em escala industrial uma nova geração desses veículos.A questão da durabilidade da carga da bateria ainda é um problema,mas a tecnologia de baterias a base de lítio é promissora.
Voltarei ao assunto,que é fascinante.

segunda-feira, 21 de março de 2016

Um Drink com o Demônio--Jack Higgins

"A chuva caía impetuosa,vinda do canal de Belfast,e ao dobrar a esquina ele ouviu o pipocar de armas de fogo em algum ponto na escuridão do centro da cidade,seguido pelo estrondo de uma explosão.Nem hesitou em atravessar a praça;era um homem de baixa estatura:não passava de 1,65m,vestido com jeans,jaqueta e quepe,uma sacola de marinheiro pendurado no ombro.
Um letreiro dizia Albert Hotel,mas era mais uma pensão do que qualquer outra coisa,do tipo usado por marinheiros,e consttruída originalmente através do expediente simples de juntar três casas vitorianas geminadas.A porta da frente estava aberta,e um homem pequeno e careca espiava para fora,com um jornal na mão.
Houve outra explosão à distãncia.

-Meu Deus!disse ele.-os garotos estão agitados esta noite."

Cem milhões de libras em ouro,são roubadas e embarcadas para a Irlanda,para serem usadas por facções envolvidas na guerra que se desenrola nesse país.O IRA,exército republicano irlandês descobre o ocorrido e infiltra um de seus mais eficientes agentes,Sean Dillon (Martin Keogh),para se apoderar do tesouro.Para isso,até a máfia americana é envolvida.

É uma das boas histórias de Higgins,cuja obra oscila em termos de qualidade.Há um bom ritmo e personagens interessantes .

"Sollazo viu-a ir embora,pegou um telefone celular e ligou para o escritório.Quando a secretária atendeu,ele falou:
-Rosa,verifique o material de uma reportagem no N.Y.Times sobre um roubo no norte da Inglaterra,relacionado a um navio chamado Irish Rose,que aparentemente afundou.
-Muito bem,senhor,mais alguma coisa?
-Sim,peça ao nosso pessoal em Londres para verificar alguma notícia de jornal que tenha saído de lá.Eles provavelmente terão mais detalhes.quero isso para ontem.
-Verei imediatamente,senhor."

A máfia,o IRA,o conflito irlandês,interesses ingleses,boas subtramas,tudo isso junto faz dessa obra-um romance de aventuras- uma pouco pretensiosa,mas interessante leitura.

"Higgins é um maravilhoso contador de histórias"-The N.Y.Times

Copy 1996-270 páginas
Editora Record



sexta-feira, 11 de março de 2016

Boas da web

1)Quem come quieto almoça e janta.
@perfunctorio

2)Composição atualizada do corpo de um ser humano adulto: 65% - H2O 29% - Café 1% - senhas

3)@maconhudo
Na vida tudo passa,menos minha vontade de ficar rico

4)Namore alguém que tenha um carregador que serve no seu celular na casa dela. Esses sim valem a pena.

5)Crianças de 13 anos terminando relacionamento, e eu ainda deixo o pacotinho do tempero cair na água junto com o miojo.

6)Amigos da Dilma.
Link permanente da imagem incorporada
Adicionar legenda

segunda-feira, 7 de março de 2016

Netflix

O Netflix está disponibilizando um excepcional documentário chamado "Best of Enemies"(2015).Trata-se de uma série de debates,promovidos pela rede de tv americana ABC durante a campanha presidencial nos belicosos e transformadores anos 60.
A ABC era a terceira rede em audiência nos Estados Unidos,e não tendo meios para competir com as líderes,NBC e CBS,inovou e promoveu uma série de dez debates,em horário nobre,convidando o escritor e jornalista Gore Vidal,democrata e esquerdista,e o intelectual,jornalista e também escritor Willian Buckley jr,conservador,como debatedores(agosto de 1968).
Foi um enorme sucesso.

O documentário apresenta trechos dos debates,assim como faz um acompanhamento da vida,do comportamento e da influência desse fato na vida posterior de ambos.
É uma obra imperdível,apresentando duas personalidades diferentes,mas ambas complexas e intelectualmente elevadas.Muitos o apontam como o evento que elevou a influência da tv na política a um novo patamar.
Foi premiado na edição de 2015 do Sundance Film Festival.
Recomendo fortemente.

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

O Negociador--John Grisham

Kyle McAvoy é um aluno brilhante,editor da Yale Law Journal,publicação comum nas faculdades de direito americanas,onde os melhores alunos editam,sob supervisão de professores artigos relacionados ao curso.Está prestes a se formar,e certo dia é abordado por um desconhecido .
"-Vamos direto ao assunto,sr McAvoy,porque estou congelando aqui.Há um indiciamento em Pittsburg,está ouvindo?Por estupro.Agora se você quiser fazer jogo duro,dar uma de estudantezinho de Direito esperto,arrumar um advogado ou mesmo ligar para o papai esse prcesso vai virar indiciamento amanhã mesmo,e toda a bela vida que imaginou para você vai se transformar em um monte de bosta.(..)O vídeo coloca você na cena do crime,o que acabará com a sua vida e o tirará de circulação por uns vinte anos."

Kyle planejara trabalhar por uns três anos no serviço público,mas vítima de chantagem viu-se obrigado a ir para uma grande firma de NovaYorque.
Anos atrás,em uma festa da fraternidade,um colega filmara"alguma coisa com o celular.Eram supostamente imagens de uma garota nua no sofá,aparentemente bêbada demais para se mexer,com três,quatro ou cinco rapazes,todos nús ou quase nús.Os policiais procuraram o vídeo,mas não o encontraram."

Agora essas pessoas afirmavam que o tal vídeo estava de volta.E o mostraram a Kyle.

"-Vamos ver se entendi direito.Vocês querem que eu pegue o emprego na Scully&Pershing por motivos que tenho certeza são contrários aos meus melhores interesses,e se eu disser não,daí você entra com a chantagem,o vídeo,e a alegação de estupro.É isso,Bernie?
-Mais ou menos.Chantagem é uma palavra muito feia.
................................................................................................................................................................................................................................
-Há duas megaempresas que competem entre si.As duas são implacáveis,valem bilhões de dólares e realmente se desprezam.(..)Em disputa algo em torno de 800 bilhões de dólares,e quem perder pode não sobreviver."
Ele seria obrigado a roubar documentos,espionar e mentir,e se apanhado,sua vida estaria acabada.
É um caso verdadeiro,arrebatador e muito bem escrito por Grisham,um bom contador de histórias e o mais bem sucedido autor de best-sellers de tribunal contemporâneo.

Copy 2009-415 páginas
Ed.Rocco

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Frases

"No Brasil,o dia seguinte sempre consegue ficar um pouquinho pior que a véspera."
 Hélio Fernandes

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Quarta Feira de Cinzas

1)Coluna do Lauro Jardim,7/2-"Mais de um milhão de brasileiros cortaram plano de saúde em 2015."
2)Revista Forbes 3/2 e Brasil 247 9/2--"Forbes;é hora de cancelar a Olimpíada no Rio"
3)Agênciabrasil.ebc 3/1--"Desemprego em 2016 será pior que no ano passado"
4)ig.com.br 13/1--"Primeira grande epidemia de Zica Vírus acontece no Brasil", diz infectologista.

Enquanto isso.....


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Carros-Novas Tecnologias

Andando aqui por Niterói,observei a dificuldade de estacionar que as pessoas têm,em meio a um trânsito cada vez mais congestionado. 
Vivi aqui nos anos 60,onde a realidade era outra,e fiquei a imaginar como seria daqui a 10 ou 20 anos.
Eis que hoje,numa dessas letters econômicas que recebo,há um artigo interessante sobre carros;carros elétricos,e,indo além,carros robôs,sem motorista.
É assim;as pessoas não precisam comprar carros;portanto, podemos dizer que quase não há necessidade de garagens ou estacionamentos.Você precisa de carro,pede via fone,e-mail ou qualquer outro  meio e de imediato ele é enviado a sua casa,sem motorista.A necessidade de estacionar limita-se ao ato de receber/devolver o veículo,ou outras situações peculiares,mas sempre numa quantidade menor que hoje.
Parece coisa futurística,mas nem tanto.
Os motoristas perderão empregos,mas empresas de compartilhamento,navegação,automatização,software e mapeamento vão precisar de funcionários,em um nível tecnológico mais avançado.Há um consenso que o número de veículos cairá em torno de 75%.
Nesse tipo de veículos,o Google sai na frente,com seus produtos já rodando em testes nos Estados Unidos.Estima-se que dentro de 2 a 5 anos,modelos comerciais começarão a serem disponibilizados.
Podemos imaginar pessoas comuns,nós,de repente, nos encontrarmos em uma rua ou estrada em meio a carros sem motoristas por todos os lados.
O futuro chega a cada dia mais rápido.

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

O PT perdeu as ruas

Até há poucos anos atrás,as manifestações vistas eram inevitavelmente de grupos de esquerda,ligados principalmente a sindicatos e organizações estudantis.
Mais recentemente isso se reverteu,com inúmeras manifestações,grandiosas e não conectadas a nenhum órgão central.
O que mudou?
Anteriormente,sómente sindicatos e entidades de estudantes,com generosas verbas federais e donas de monopólios garantidos pelos governos tinham estrutura e cacife para fazer propagadas,arregimentar pessoas,sustentar líderes em dedicação exclusiva,etc.

Hoje,a existência de redes sociais,em especial Facebook,Twitter e Whatsapp,facilitou o contato entre pessoas desconhecidas,mas com pensamento semelhante e acabou com o monopólio das ditas entidades semi-governamentais.
Estamos vendo esse fato nas recentes manifestações brasileiras,sem líderes formais e movimentadas pelas redes.

As organizações sindicais,herdadas da era Vargas,estão claramente perdendo poder para as redes sociais.,

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

O Corretor--John Grisham

"Nas horas finais de uma presidência destinada a despertar menos interesse dos historiadores do que qualquer outra desde Willian Henry Harrison(trinta e um dias da posse à morte),Arthur Morgan reunuiu-se no gabinete Oval com o único amigo que ainda lhe restava,e ponderou sobre suas últimas decisões.
Naquele momento,sentia que errara em todas aquelas tomadas nos últimos 4 anos,e não estava seguro de que seria capaz,ao final do mandato,de fazer as coisas certas.O amigo também não tinha certeza,embora falasse pouco e dissesse apenas o que o presidente queria ouvir.
Havia indultos a conceder...súplicas desesperadas de ladrões,peculatários e mentirosos,alguns ainda na prisão,outros que nunca haviam cumprido qualquer pena,mas mesmo assim ,queriam que sua reputação fosse limpa e seus amados direitos restaurados."

Nas últimas horas de seu mandato,o presidente concede o perdão a Joel Blackman,um advogado de prestígio que passara seis anos em uma prisão federal por tráfico de influência e negócios escusos,tentando negociar o acesso a um dos mais modernos sistemas de satélites existente.
Sua soltura foi um pedido da CIA,e a partir daí,passa a ser perseguido,escondendo-se na Itália,sendo utilizado,inconscientemente, como uma espécie de isca.
Uma série de fatos se sucedem,com tramas e subtramas bem ao estilo Grisham.
Tão ou mais interessante que a trama principal,é a descrição feita pelo autor da Itália,e da vida do fugitivo naquele país.
"Marco encontrou-o por acaso na Praça Maggiore.Tomava um espresso numa mesa externa(..).No Chafariz de Netuno,ele se postou atrás do grupo de pessoas-dez,no total-e ficou ouvindo as palavras e Francesca.Ela explicava que a gigantesca imagem do bronze do deus romano fora esculpida por um francês ao longo de um período de três anos,de 1563 a 1566.Fora encomendada por um bispo,num programa de embelezamento urbano,para agradar o papa."

O ritmo às vezes é rápido,mas boa parte do tempo um pouco mais lento,uma vez que o autor-creio eu que numa declaração de amor à Itália-se dedica a escrever sobre algumas das inúmeras obras históricas de Bolonha.
Para mim,torna a leitura não cansativa,mas atraente.

Grisham é um escritor de best-sellers,e quem for ler algum de seus livros deve ter isso em mente.Não se espere uma explosão de talento,mas uma história agradável e bem contada.Destaco as obras passadas em tribunais,sua especialidade.
Leitura agradável.

Copy 2005--356 páginas
Ed.Rocco


segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Oração-São Tomás de Aquino

Criador inefável,
Tu que és a fonte verdadeira da luz e da ciência,
derrama sobre as trevas da minha inteligência um raio da tua claridade.
Dá-me inteligência para compreender,
memória para reter,
facilidade para aprender,
subtileza para interpretar,
e graça abundante para falar.
Meu Deus, semeia em mim a semente da tua bondade.
Faz-me pobre sem ser miserável,
humilde sem fingimento,
alegre sem superficialidade,
sincero sem hipocrisia;
que faça o bem sem presunção,
que corrija o próximo sem arrogância,
que admita a sua correcção sem soberba,
que a minha palavra e a minha vida sejam coerentes.
Concede-me, Verdade das verdades,
inteligência para conhecer-te,
diligência para te procurar,
sabedoria para te encontrar,
uma boa conduta para te agradar,
confiança para esperar em ti,
constância para fazer a tua vontade.
Orienta, meu Deus, a minha vida,
concede-me saber o que tu me pedes
e ajuda-me a realizá-lo
para o meu próprio bem
e de todos os meus irmãos.
Ámen.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

A Criatividade da Polícia Federal

O Prêmio Nobel da Literatura deveria ser dado ao Gênio responsável por "batizar" as operações da PF.Veja algumas;

-Operação Ctrl+Alt+Del  -- investigação sobre fraudes na web
-Op           Carniça-----------Fraudes na Funasa no Amapá
-Op Deus tá vendo---------- Prendeu alguns pastores
-Op Sanguessuga------------Fraudes na Saúde-Ambulâncias
-Op Gasparzinho-------------Empresas fantasmas na Paraíba
-Op Decadência Total--------Fraudes contra INSS

Outras;Trem Fantasma,Highlander,Capitão Gancho,etc.
Não é mesmo um gênio?

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

As suspeitas do sr.Wicher-A história real de um dos crimes mais chocantes da Inglaterra vitoriana e do detetive que inspirou Dickens e Conan Doyle---Kate Summerscale

"Essa é a história do assassinato cometido numa casa de campo inglesa em 1860,e que talvez tenha sido o mais inquietante homicídio de sua época.A busca do assassino abalou a carreira de um dos primeiros e mais competentes detetives do período,inspirou uma febre detetivesca que varreu a Inglaterra e definiu o caminho do romance policial.Para a família da vítima foi um crime de horror invulgar que lançou suspeitas sobre todos os moradores da mansão.Para o país,o assassinato em Road Hill se tornou uma espécie de mito-sombria fábula sobre a família na era vitoriana e os riscos da investigação".

Era a pré-história da investigação criminal,onde os detetives se guiavam mais pela experiência e por ações instintivas que por meios científicos.Esses consistiam básicamente na análise de impressões digitais,ainda em seus primórdios.
Além disso,houve conflitos entre a polícia local e a Scotland Yard,intromissões e palpites de todo tipo-o caso foi o mais comentado da época,e tanto a imprensa como a opinião pública pressionavam.
Frequentemente surgiam cartas e artigos de jornalistas e curiosos apontando soluções para o crime,o que só conturbava as investigações,com o agravante de ser a vítima uma criança de três anos.

Uma segunda esposa,ciúmes e amargura dos filhos dos dois casamentos do Sr Kent,suspeitas com e sem fundamento,um detetive dedicado,fofocas típicas de pequenas cidades do interior.Esse era o cenário a ser examinado.

Como é uma história real,de mistério e suspense,não cabe aqui entrar em maiores detalhes.
É um excelente livro,envolvente e sustentado por pesquisas cuidadosas.

A autora faz uma análise minuciosa da investigação,e simultâneamente penetra do âmago de uma família da era vitoriana,expondo seu modo de vida,usos e costumes com maestria.

"Um livro maravilhoso,escrito com lucidez e respeito pelo leitor.(..)Um clássico-John Le Carré
Copy 2008-422 páginas
Ed.Cia das Letras

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

O Xá dos Xás---Ryszard Kapuscinski

Baralhos,rostos,campos floridos

"A bagunça é tamanha que o lugar parece ter passado por uma violenta e nervosa batida policial.Por toda parte jazem papéis atirados a esmo,pilhas de jornais estrangeiros e locais,edições especiais,manchetes que saltam aos olhos informando que
                                                 ELE PARTIU
e grandes fotografias de um rosto magro e alongado,no qual é visível o concentrado esforço para não demonstrar nem nervosismo nem derrota-um rosto com traços tão bem-compostos que,na realidade,não demonstrava mais nada.E,junto das fotos,exemplares de outras edições especiais,com data posterior,anunciando de modo febril e triunfal,que
                                                 ELE VOLTOU
e logo abaixo,preenchendo a página toda,a foto do rosto patriarcal,severo e fechado em si mesmo,sem desejo de expressar coisa nenhuma".

A história é conduzida a partir de objetos,recortes e uma série de fotografias encontradas num quarto de um hotel semi abandonado em Teerã,em que Kapuscinski afirma ter sido o último hóspede em meio aos distúrbios da revolução.

O autor dá sua interpretação das motivações que levaram à queda do Xá do Irã, e a consequente ascensão dos aiatolás,uma transformação que ainda hoje repercute em todo o mundo,no centro do explosivo Oriente Médio.
Embora o estilo seja jornalístico,esse não é um livro-reportagem,pois o autor utiliza frequentemente de "licenças interpretativas" e mesmo de alterações factuais para dar seu tom á obra.

Mohammed Reza Pahlevi assumiu o poder sucedendo seu pai,que por sua vez havia dado um golpe de estado nos anos 40.Com o aumento dos preços do petróleo,elaborou um plano que transformaria o país de uma sociedade tribal e submissa á religiosidade em uma nação industrializada e moderna.
O plano foi mal conduzido,e a incompetência e a corrupção provocaram uma crescente insatisfação popular.
Daí para uma intensa ação repressiva,onde a polícia política,a Savak reprimia os opositores foi uma rápida consequência.

"Todos os livros sobre as revoluções começam com um capítulo no qual se descreve a putrefação de um poder decadente ou a miséria e o sofrimento de um povo.E,no entanto,eles deveriam começar com um capítulo em tons psicológicos,em que se descrevesse o momento em que um homem sofrido e apavorado derrota o terror;o instante em que ele deixa de sentir medo."
"O regime do Xá deixou como escolha ao povo somente a Savak ou os mulás.E o povo,é claro,escolheu os mulás."
"Nos tempos antigos,existia no Irã o costume de leiloar os cargos públicos.O xá estabelecia o lance mínimo para o cargo de governador de uma província,e aquele que ganhasse era nomeado.Depois,já no cargo,pilhava seus vassalos com o objetivo de recuperar(com juros) o dinheiro que o xá lhe cobrara."

O autor disseca essa realidade,relatando a vida nesse regime,tanto nas cidades grandes como no interior e faz uma excelente análise histórica do domínio dos muçulmanos xiitas sobre a antiga religião persa.
Esse rompimento dos xiitas com os califas,ainda hoje repercute na região,com o surgimento da violenta insurgência do Califado Islâmico(ISIS).

Kapuscinski é um autor de primeira linha;sua obra é densa,bem escrita e cuidadosamente pesquisada,embora nem sempre haja confiabilidade factual,como sugerem alguns críticos.
O posfácio de Dorrit Harazim é primoroso.

"um matiz surpreendente de reportagem com arte"-Salman Rushdie
"prestidigitador da reportagem moderna"-John Le Carré

Recomendo todos os seus livros.
Copy 1982-197 páginas
Ed. Cia das Letras



quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Eduardo Cunha autoriza início do processo de impeachment

De um líder do PMDB sobre governo Dilma:
"Eu vou ao velório, choro, acendo vela, seguro a alça do caixão, mas, na cova, não entro"



segunda-feira, 30 de novembro de 2015

O Cliente--John Grisham

"Mark tinha onze anos e desde os nove fumava intermitentemente,nunca tentando deixar o cigarro,mas cuidando para não ficar viciado.Preferia Kools,a marca do seu ex-pai,mas sua mãe fumava dois maços de Virginia Slims por dia e ele conseguia roubar dez ou doze por semana.Ela era uma mulher muito ocupada e cheia de problemas,talvez ingênua no que se referia aos filhos,e nunca poderia imaginar que o mais velho estivesse fumando aos onze anos."

Certo dia,Mark,que fumava escondido junto com o irmão testemunha e interfere no confuso suicídio de um advogado.
Antes de morrer,esse conta ao garoto que um de seus clientes,ligado à Máfia,havia sido o responsável pelo assassinato de um senador,indicando também onde estava o corpo.
"Romney girou o corpo e olhou para as árvores em volta da clareira.Praguejou outra vez e começou a chorar aos berros.O suor escorria do seu cabelo e o paletó preto,molhado de suor,estava grudado ao corpo.(..)Apanhou a arma nem depressa nem devagar,quase com naturalidade e enfiou o cano na boca."

Telefonou às autoridades informando o que presenciara,e foi apanhado por um policial logo depois, quando apreciava o trabalho dos investigadores. Pressionado pela polícia e pela promotoria,Mark,receoso,recusa-se a revelar o teor da confissão.Em vez disso,procura uma advogada,Reggie Love,para assistí-lo.
A história não é bem construída;o autor força as situações para elaborar a trama,tornando esse livro um dos mais fracos de Grisham.
Mesmo assim,é um daqueles livros difíceis de serem abandonados,pois a história é atraente e escrita de uma forma agradável.

Copy 1993-430 páginas
Ed. Rocco